Marido da pastora Bianca Toledo é acusado por ela de ser homossexual e pedófilo por abusar do seu enteado de apenas 5 anos

pastora

A pastora Bianca Toledo, conhecida por seus relatos sobre sua lenta recuperação  ficou 56 dias em coma,


durante esse período, o primeiro marido a abandonou. Ela só conheceu o filho quando ele já estava com seis meses de vida. Hoje o menino está com cinco anos.

Bianca se casou com Felipe Heiderich em 2013, e juntos palestravam pelo país para outros casais evangélicos.

Na madrugada desta terça  dia (5), a pastora Bianca fez um desabafo que surpreendeu  seus fãs e seguidores nas redes sociais . “Eu fui enganada”, disse a missionária.

RTEmagicC_biancatoledo_montagem.jpg

No vídeo divulgado no Facebook, a pastora contou que descobriu que o marido, que também é pastor, é homossexual e está “atrelado com crime de pedofilia”. Bianca afirmou ainda que o marido confirmou as acusações, tentou suicídio e agora está internado em uma clínica psiquiátrica.

Felipe Heiderich foi preso


após abusar do próprio enteado de 5 anos , segundo revelou nesta quarta-feira (6), em plenário, o senador e pastor Magno Malta (PR-ES). Malta, que é amigo de Bianca, chamou Felipe de “falso pastor”. De acordo com Bianca, Felipe foi levado para a penitenciária após pedido de Prisão do Ministério Público do estado.

“Eu sempre fui muito sincera com vocês e no pior momento da minha vida não podia ser diferente. Todos estão perguntando o que está acontecendo, porque estou triste e abatida. Confesso que descobri coisas que não queria ter descoberto e num momento de confronto passamos por um momento muito difícil. Ele passou por uma tentativa de suicídio quando eu não estava em casa e está internado em uma clínica psiquiátrica. Na clínica psiquiátrica foi diagnosticado com psicose maníaco-depressiva, com neurose grave, múltiplas personalidades”, afirma ela.

maxresdefault

 Segundo Bianca, o marido admitiu ser homossexual: “Ele chegou a confirmar pra mim… e isso me fez querer cancelar esse casamento”, relatou Bianca. No no vídeo, a ex-cantora afirma que aguarda justiça e pediu que seus seguidores orassem por ela.  “Como mãe eu posso dizer que os últimos dias foram os piores da minha vida. “Ele está atrelado com crime de pedofilia e eu estou aguardando a justiça do céu e da terra”, disse.

Fonte: www.correiodabahia.com.br

Irmão do ex -goleiro Bruno revela à polícia onde estariam os restos mortais de Eliza Samúdio

05mar2012---goleiro-bruno-fernandes-chora-durante-seu-juri-no-forum-de-contagem-mg-em-marco-de-2013-ele-foi-condenado-a-22-anos-e-tres-meses-pela-morte-de-eliza-samudio-1363297193721_615x300

A Polícia Civil do Piauí ouviu o depoimento de Rodrigo Fernandes das Dores de Sousa, 27, irmão do ex-goleiro Bruno Fernandes, em que ele indica o local onde estariam os restos


mortais de Eliza Samudio. A informação foi confirmada a um jornal online nesta segunda-feira (4) pela assessoria da Polícia Civil do Piauí.

O depoimento foi colhido por meio de carta precatória pelo delegado Elídio Duarte, chefe da Delegacia de Polícia Interestadual do Piauí. Na fala ao delegado, ele teria indicado  que os restos mortais da ex-amante de Bruno estariam em uma cidade do interior de Minas Gerais.

A assessoria de imprensa da polícia não soube informar qual foi o dia do depoimento, que ainda será enviado para averiguação.

O delegado-geral da Polícia Civil, Ridel Batista, disse que o pedido de depoimento foi feito pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, que ainda investiga o caso. “Foi um depoimento solicitado pela polícia do Rio em que pegamos alguns fatos da investigação


do desaparecimento da Eliza”, resumiu Batista, dizendo que não poderia passar mais detalhes sobre o caso, por exemplo detalhar a cidade onde estariam os restos mortais.

Desaparecimento de Eliza

Eliza desapareceu em 2010. Desde então a policia já tentou localizar pór diversas vezes seus restos mortais. Bruno cumpre pena de 22 anos por ter sido condenado, em 2013, pela morte dela.


No mês passado, o jogador se casou com a dentista carioca Ingrid Calheiros, com quem iniciou relacionamento amoroso durante o processo.

goleiro-bruno-e-esposa-1466466245929_956x500
Goleiro Bruno e esposa Imagem: Alex de Jesus/O Tempo/AE

O irmão de Bruno também é suspeito de crimes no Piauí. Em setembro do ano passado,foi preso por suspeita de estuprar uma adolescente em Terezina . Outros estupros também são atribuídos a ele, que está detido em Teresina à espera de julgamento.

001cd28005e45459e596e2dd700e8d4c

Fonte: www.uol.com.br

Ataque a tiros a boate Gay na Flórida mata 50 pessoas e deixa 53 feridos

Arredores do clube Pulse, em Orlando, onde ocorreu o tiroteio. EFE
Arredores do clube Pulse, em Orlando, onde ocorreu o tiroteio. EFE

Um atirador abriu fogo dentro de uma conhecida boate gay em Orlando, na Flórida (EUA) na madrugada deste domingo (por volta das 3h, no horário de Brasília), matando ao menos 50 pessoas e deixando outros 53 feridos, muitos em estado grave, segundo as últimas informações das autoridades locais (polícia, FBI, prefeitura de Orlando e hospital local), que realizaram uma coletiva de imprensa no final da manhã. O ataque ocorreu na Pulse, uma conhecida casa noturna voltada ao público LGBT, onde o agressor se entrincheirou durante mais de três horas. O autor dos disparos foi identificado


pelos veículos locais como Omar Mateen, um norte-americano de 29 anos que foi morto pela polícia após uma troca de tiros. Número de mortos pode subir.

O caso está sendo investigado como um ato de terrorismo, mas ainda não há detalhes sobre a motivação do atentado nem se o homem está ligado a alguma organização terrorista. “Temos indícios de que este indivíduo pode ter inclinação ao terrorismo islamita, mas não podemos dizer isto com toda certeza”, afirmou o agente do FBI Ron Harper, que destacou ainda não descartar a possibilidade de terrorismo doméstico.
O autor dos disparos –feitos com uma arma de “cano comprido”– provocou um estado de caos e pânico que se prolongou durante horas. Cerca de 300 pessoas estavam no local no momento do atentado. O último post da Pulse no Facebook, apagado pouco depois, é uma mensagem de alerta: “Que todo mundo saia da Pulse e comece a correr”.



A polícia reconheceu que se encontrava em uma situação “com muitas vítimas” e pediu apoio a corporações locais, estaduais e federais. Suspeitava que o agressor pudesse estar de posse de um artefato explosivo. Quando em torno das cinco da madrugada se escutou uma explosão, no lugar já havia um forte dispositivo de segurança, com ambulâncias e patrulhas da polícia, e um negociador fora enviado para lá. Segundo testemunhas, parte dos feridos foi levada para vários hospitais da região, conforme a gravidade de seu estado. Quarenta feridos foram transferidos para o Centro Médico Regional de Orlando.

Ricardo, um dos clientes que estavam no interior da boate, explicou ao veículo espanhol RNE que o local estava muito cheio quando se escutaram os disparos e as pessoas logo se jogaram no chão. Em um intervalo das rajadas de tiros, levantaram-se e saíram correndo pela parte de trás. “Pensei que era parte da música até que vi o fogo de sua pistola”, acrescentou Rosie Feba, que também conseguiu escapar.

O tiroteio já era assunto das redes sociais poucos minutos depois de seu início. Anthony Torres, que divulgou vídeos dos primeiros momentos através das redes sociais, escutou os disparos quando saía do local. “Tudo mundo estava correndo e gritando”, declarou ao Daily News.

fonte: brasil.elpais.com

Mulher enforcada por matar seu estuprador deixa carta comovente para mãe

Vela acesa ao lado de foto de Reyhaneh Jabbari em homenagem à vítima de execução
Vela acesa ao lado de foto de Reyhaneh Jabbari em homenagem à vítima de execução

Em meio a comoção causada com o estupro da adolescente do Rio de Janeiro por mais de 30 homens no ultimo
mês de Maio, vale a pena lembrar do caso da
iraniana Reyhaneh Jabbari, detida desde 2007 pela acusação de homicídio de um homem que teria a estuprado quando tinha 19 anos, foi enforcada no Irã em 2014. Apesar dos esforços de organizações de direitos humanos, Jabbari não conseguiu um novo julgamento e foi executada. Após sua morte, uma carta entregue a militantes pacifistas em abril foi revelada.


No texto, a mulher dirige-se à sua mãe, Sholeh Pakravan, que tinha pedido aos juízes para ser enforcada em vez da sua filha. Na última semana antes do enforcamento, Sholeh só pode ver a filha durante uma hora, acabando por saber da execução com apenas algumas horas de antecedência e através de uma nota escrita.

Jabbari conta à mãe que “não derramou lágrimas” e “não implorou”, uma vez que “tinha confiança na lei”. Ela pediu ainda que a mãe doasse seus órgãos, assegurando que poderia fazer Justiça após morta.

Confira na íntegra a transcrição da mensagem de Reyhaneh Jabbari:

“Querida Sholeh, recebi hoje a informação de que chegou a minha vez de enfrentar a qisas [lei de retribuição do sistema legal iraniano]. Estou magoada por não me ter deixado saber através de ti que cheguei à última página do livro da minha vida. Não acha que tenho o direito a saber? Sabe o quanto me envergonha saber que está triste. Porque não me deixou beijar a tua mão e a do pai?


O mundo me permitiu viver durante 19 anos. Aquela noite assustadora foi a noite em que eu deveria ter sido morta. O meu corpo seria atirado para qualquer canto da cidade, e dias depois, a polícia lhe chamaria ao departamento de medicina legal para me identificar e você saberia que fui violada. O assassino nunca seria encontrado pois nós não temos a riqueza e o poder deles. Você iria continuar a vida em sofrimento e envergonhada, e poucos anos depois morrerias desse sofrimento e nada mais haveria a dizer.

No entanto, esse golpe amaldiçoado alterou o rumo da história. O meu corpo não foi atirado para um lado qualquer, mas sim para a sepultura que é a Evin Prison e as suas alas solitárias, e agora para a prisão-sepultura de Shahr-e Ray. Mas entrega-te ao destino e não te queixes. Sabe melhor do que ninguém que a morte não é o fim da vida.

Foto: Twitter
Foto: Twitter

Você me ensinou que cada um de nós vem a este mundo para ganhar experiência e aprender uma lição e que cada pessoa que nasce tem uma responsabilidade depositada nos seus ombros. Aprendi que, por vezes, temos de lutar.

Lembro-me muito bem quando me disse que o homem da carruagem protestou contra o homem que me estava a chicotear


mas este acertou-lhe com o chicote no rosto e ele morreu. Você me disse que, de modo a criar valores, temos de perseverar, mesmo que isso signifique morrer.

Você nos ensinou que, na escola, devemos enfrentar as quezílias e os confrontos como senhoras. Se lembra da insistência dos teus reparos sobre o nosso comportamento? A sua experiência estava incorreta. Quando este acidente ocorreu, os seus ensinamentos não me ajudaram. Quando me apresentei em tribunal aparentei ser uma assassina a sangue-frio e uma criminosa implacável. Não derramei lágrimas. Não implorei. Não me desmanchei a chorar pois confiava na lei.

No entanto,fui acusada de indiferença perante um crime. Eu nem mosquitos matei e as baratas que tirei do caminho, levei-as pelas suas antenas. E agora tornei-me alguém que assassina premeditadamente. O modo como trato os animais foi interpretado como sendo masculino e o juiz nem se deu ao trabalho de ver que, na altura do acidente, as minhas unhas eram grandes e estavam pintadas.


Quão otimista é o que espera justiça dos juízes! Ele nunca questionou o fato de as minhas mãos não serem grossas como as de uma desportista, em particular de uma boxeadora.

E este país, pelo qual cultivei um amor em mim, nunca me quis e ninguém me apoiou quando, perante as investidas do interrogador, eu gritava e ouvia as palavras mais obscenas. Quando o meu último indício de beleza desapareceu, ao cortar o meu cabelo, fui recompensada: 11 dias na solitária.

Querida Sholeh, não chore pelo que está a ouvir. No primeiro dia na cela, um agente velho e não casado, magoou-me por causa das minhas unhas e eu percebi que a beleza não é desejável nesta era. A beleza das aparências, dos pensamentos e dos desejos, uma caligrafia bela, a beleza do olhar e da visão e até a beleza de uma voz agradável.

Minha querida mãe, a minha ideologia mudou e você não é responsável por isso. As minhas palavras não têm fim e dei tudo a alguém para que, quando for executada sem a sua presença e conhecimento, lhe seja dado. Deixo a você muito material manuscrito como herança.

No entanto, antes da minha morte quero algo de você, algo que tem de me dar com todo seu poder, custe o que custar. Na verdade, isto é a única coisa que eu quero deste mundo, deste país e de você. Sei que precisa de tempo para isto.

Posto isto, vou revelar parte do meu testamento mais cedo. Por favor, não chore e preste atenção. Quero que vá ao tribunal e faça o meu pedido. Não posso escrever tal carta, a partir da prisão, que fosse aprovada pelo diretor; mais uma vez terá de sofrer por mim. É a única coisa que, se chegar a implorar por ela, eu não ficarei chateada, embora lhe tenha dito várias
vezes para não implorar por nada, exceto para me salvar de ser executada.

Minha mãe bondosa, querida Sholeh, mais querida para mim que a minha própria vida, eu não quero apodrecer debaixo do solo. Não quero que os meus olhos ou o meu jovem coração se transformem em pó. Implore para que, assim que eu seja enforcada, o meu coração, rins, olhos, ossos e tudo o que possa ser transplantado, possa ser retirado do meu corpo e dado a alguém em necessidade, como uma doação.

Não quero que o destinatário


saiba quem sou, que me envie um ramo de flores ou até que reze por mim.

Do fundo do meu coração te digo que não desejo ter uma sepultura onde você venha chorar e sofrer. Não quero que vista roupas pretas por mim. Faça o seu melhor para esquecer os meus dias difíceis. Entrega-me ao vento para me levar.

O mundo não nos amou. Não quis o meu destino. E agora entrego-me a ele e abraço a morte pois no tribunal de Deus eu vou acusar os inspetores, vou acusar o inspetor Shamlou, vou acusar o juíz e os juízes do Supremo Tribunal que me espancaram quando eu estava acordada e que não se absteram de me intimidar.

No tribunal do criador eu vou acusar o Dr. Favandi, vou acusar Qassem Shabani e todos aqueles que, por ignorância ou pelas suas mentiras, fizeram-me mal, passaram por cima dos meus direitos e que não tiveram em conta o fato de que, por vezes, o que aparenta ser realidade não é.

Querida Sholeh de coração mole, no outro mundo você e eu seremos quem acusa e os outros, os acusados. Veremos qual é a vontade de Deus. Quero abraçar-te até que a morte chegue.

Te amo.”

Fonte: terra.com.br

Vítima do estupro coletivo no Rio é novamente alvo de violência, agora o ataque é virtual

 

Uma conta foi criada nas redes sociais para difamar a adolescente e tentar justificar o crime

vitima-estupro-coletivo
Foto: Reprodução do Twitter

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Não bastasse o estupro coletivo cometido por 33 homens e publicado nas redes sociais, a adolescente de 16 anos, agora é novamente vítima de outro tipo de violência, a difamação virtual.

Uma conta no Twitter com o nome “Inocente Aonde” foi criada para justificar o crime. Fotos de uma menina

vitima-estupro-zona-oeste

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


(supostamente a vítima) segurando armas, foram publicadas. Independentemente de as imagens serem falsas ou verdadeiras, a estratégia de quem criou a conta faz parte da cultura do estupro. O caso foi denunciado pelo jornal Extra.

vitima-estupro-rio
Perfil diz que vítima não é “santa” Foto: Reprodução do Twitter

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



O objetivo é fazer o público acreditar que a menina andava com bandidos, e que, por isso mesmo, correu o risco de ser estuprada. Ou seja, a culpa não seria dos bandidos, mas da vítima.

Em um dos tweets, o autor comenta “tem muita gente confundindo bacanal com estrupo”.

Até o momento da publicação desta nota, o perfil do Twitter já contava com mais de 300 seguidores e os posts foram compartilhados centenas de vezes.

Nesta quinta-feira (26/05) grupo de hackers “Anonimus anunciaram uma caçada virtual” aos autores do crime.

 

 

Cristiano Ronaldo é gay e tem um caso com lutador marroquino. Afirma canal de televisão francês

A afirmação, feita pela French TV, alega que o craque português estaria se relacionando com um lutador marroquino

A habilidade do craque português Cristiano Ronaldo — e o furor causado por ele nas mulheres — faz do atacante atração constante dos holofotes. Nesta sexta-feira (4/12), porém, o astro de 30 anos do Real Madrid ganhou destaque após o canal de televisão francês French TV afirmar que ele seria homossexual e teria um relacionamento com um lutador de kickboxing, o marroquino Badr Hari.

O assunto se tornou público durante um programa esportivo na televisão, quando um dos comentaristas, Daniel Riolo, alegou que Cristiano Ronaldo viaja de “três a quatro vezes As palavras do jornalista pegou de surpresa todos os presentes, mas, de acordo com o tabloide britânico Daily Mail, o caso não é novidade para o Real Madrid.

O diário afirma que o clube espanhol estaria preocupado com as constantes viagens do português em seu jato particular. As escapadas estariam prejudicando o rendimento do atacante, eleito três vezes o melhor jogador do mundo.

As afirmações ganharam força após o portal de notícias espanhol Extra Confidencial alegar que Cristiano Ronaldo usaria o jato, avaliado em 19 milhões de euros (R$ 78 milhões), para viajar ao Marrocos, perto da capital Rabat, onde mora, seu “amigo íntimo”, o lutador Badr Hari. Fotos dos dois em momentos de lazer, publicadas nas redes
sociais pelo jogador, também

reforçam as afirmações sobre uma possível relação.

As imagens mostra diversos momentos. Desde um abraço normal entre dois amigos, até uma foto em que Ronaldo surge no colo de Hadi. Na legenda, o jogador brinca com a encenação. “Casados de fresco” (ou recém-casados, em português brasileiro), escreveu no Instagram. 
Um possível relacionamento homossexual de Cristiano Ronaldo seria surpreendente. Isso porque o astro tem um passado cercado de mulheres bonitas. De namoros publicamente assumidos a casos temporários, nomes como Merche Romero, Nereida Gallardo, Alessia Tedeschi, Maja Darving e, recentemente, Marisa Mendes. Mas, foi a modelo russa Irina Shayk quem melhor “segurou” o craque português. Ela namorou o gajo durante cinco anos, mas a relação terminou neste ano.

Fãs atacam “amante” de Wesley Safadão

wesley-e-esposa-800x445A atual esposa de Wesley Safadão, Thyane Dantas, cancelou sua conta no Insta gram. O motivo? A modelo decidiu deixar a rede

social após ser novamente massacrada por alguns fãs do cantor, que torcem para que ele reate com a empresária


Mileide Mihale, com quem foi casado por oito anos.

Tudo começou no fim de semana, quando Thyane postou uma foto romântica com o cantor e teve que ler comentários de internautas afirmando que Safadão não respeita as mulheres.
Os ataques foram motivados pelas declarações da ex-mulher do cantor. Mileide afirmou ter sido traída por ele e por Thyane que, na ocasião, era a sua melhor amiga. Segundo ela, o romance de Safadão com a atual mulher começou quando ela ainda era casada com o cantor. Ela afirma que chegou a flagrá-los juntos num motel.

wesley-e-esposa-ex-1024x725

Revoltada, Thyane iniciou um bate-boca com os internautas, pedindo respeito ao marido.


Não adiantou. Os seguidores, então, começaram a chamá-la de “amante”.

Adolescente é estuprada e morta com requintes de crueldade, por ser considerada muito bonita pelo assassino

morta-ana-beatriz-macacos

O suspeito  de matar e torturar a menina Ana Beatriz Andrade, de 14 anos, no Morro dos Macacos, em Vila Isabel, Zona Norte do Rio, foi preso, na madrugada desta terça-feira, por policiais da UPP do Morro dos Macacos e encaminhado para a Divisão de Homicídios da Capital (DH). Gutemberg Rodrigues Minas, de 19 anos, era vizinho da vítima e teve prisão temporária decretada pelos crimes de estupro e homicídio triplamente qualificado — pela asfixia, por tentar garantir a impunidade do estupro e pelo feminicídio. A investigação está sob coordenação da delegada Marcela Ortiz.
Uma amiga da família e assistente social de um projeto em que Ana Beatriz participava até o ano passado — o Morada da Esperança, no Grajaú, de apoio sócio-educativo e escolar para meninas de 4 a 13 anos —, Lane Santos diz estar aliviada com a prisão do responsável pelo crime:



— Apesar da grande tristeza, é um alívio saber que o criminoso que fez isso foi preso — diz Lane, que não conhecia o suspeito.
Gutemberg ainda escondeu a chave da casa e o tablet da adolescente. A menina foi encontrada morta na própria casa, no último sábado, por volta das 13h30. A mãe da vítima, Soraya Silva Oliveira,


de 45, contou que Ana Beatriz Andrade estava com as mãos e os pés amarrados e amordaçada. Ela chegou a ser socorrida para o Hospital federal do Andaraí, também na Zona Norte, mas não resistiu aos ferimentos.
Uma testemunha chegou a dizer à Polícia Civil que o pai da menina, um cabeleireiro que trabalha na Tijuca, tinha sido visto na comunidade no dia da morte, e que era pouco comum que ele frequentasse a região. Na DH, o homem ofereceu seu material genético para comprovar que não esteve na cena do crime.
O enterro de Ana Beatriz será nesta terça-feira, às 11h, no Cemitério do Catumbi, na Zona Portuária da cidade.

 

 

 

MARA MARAVILHA DESABAFA: ‘SER EVANGÉLICA NÃO É BOM PRA CARREIRA ARTÍSTICA’

Mara diz que ser crente não lhe garantiu o sucesso, e que pretende “limpar o estereótipo de evangélica”.

519948-970x600-1
Foto:Divulgação/Rede TV!

Mara Maravilha escandaliza os evangélicos afirmando que ser crente não lhe garantiu o sucesso. “Ser Evangélica não é bom pra carreira artística”, e continua dizendo que pretende “limpar o estereotipo de evangélica”.

Mais uma vez a cantora, (ou ex-cantora) Gospel, dá uma declaração polêmica e deixa público evangélico e artistas do meio Gospel escandalizados, ser crente não lhe garante sucesso.Ela que fez uma passagem pelo reality A Fazenda, causando muitas controvérsias e colocando fogo na casa em atitudes não muito aprovadas pelos evangélicos, religião
a qual ela dizia ser convertida, já havia feito um comentário que colocou em xeque sua conversão, dizendo que agora era “somente cristã” em suas palavras: “Agora digo que sou ‘de Deus’,e Deus não é evangélico, católico, muçulmano, Deus é amor”.

No programa A Fazenda ela já havia falado sobre o assunto, e agora em uma entrevista ao programa Morning Show, pela radio Jovem Pan FM confirmou que pretende reformular sua imagem


como artista e que quer se livrar desse “estereótipo de evangélica”.

A declaração feita chamou a atenção de seu publico evangélico que não aceita esse tipo de posicionamento perante a igreja e a doutrina, Mara disse: “Fiquei com o estereótipo de evangélica. É bom para o meu lado pessoal, mas como artista não é bom na essência […] Quero mais do que nunca mostrar que sou uma artista e que sei me comunicar com o público”, desabafa.

fonte: blastingnews.com

Mãe reencontra filho biológico após 30 anos, inicia romance e planeja ter um bebê com rapaz

 

Foto: Mirror
Foto: Mirror

 

Uma mulher que se reencontrou com o próprio filho cerca de 30 anos após tê-lo dado para adoção, afirmou que está em um relacionamento amoroso com ele e que estão tentando ter um bebê juntos.

Kim West, de 51 anos de idade, tem um relacionamento com seu filho biológico Ben Ford, de 32, há dois anos. Eles se reencontraram depois de Ben, que vivia nos EUA, fez contato com sua progenitora, que vivia na Inglaterra.

Algum tempo após o reencontro com a mãe,


o rapaz terminou seu casamento com uma mulher identificada apenas como Victoria, pois não mais possuía sentimentos por ela.

Posteriormente ele e a mãe se envolveram amorosamente e o casal afirmou que sua vida íntima está ‘incrível, que pretendem se casar e que sua relação não é incestuosa.

Kim West, uma mãe de 51 anos, afirma que relação íntima com o próprio filho biológico, Ben Ford, de 32 anos, é ‘incrível’, e planeja ter um bebê com ele.

 

Foto: Mirror
Foto: Mirror
Foto: Mirror
Foto: Mirror

 

Segundo entendem, o envolvimento é uma “atração íntima genética”, termo usado para definir parentes que sentem atração intima um pelo outro depois de se reencontrarem quando adultos.